Brasil x Portugal
10 setembro 2013 22:00 BRT 10/09/2013 22:00:00 BRT
Arb.: J. Guzmán
Gillette Stadium
Público: 62.310
Brasil
BRA
  • Thiago Silva 24'
  • Neymar 34'
  • Jô 49'
3-1
Portugal
POR
  • Raul Meireles 18'
Fim de jogo
BRA
POR
0 15 30 45 60 75 90 15 30
Pênaltis
BRA
-
POR

Brasil 3 x 1 Portugal: Neymar comanda reação da Seleção em Boston

O público presente em Boston esperava uma grande atuação dele, a maior esperança do futebol brasileiro nos últimos tempos: Neymar. E assim teve. O atacante do Barcelona fez uma grande partida, marcando um gol e participando dos outros dois na vitória de virada da Seleção brasileira sobre Portugal por 3 a 1, nesta terça-feira. Thiago Silva e Jô, pelo lado brasileiro, e Raul Meireles, pelo lado português, marcaram os gols da noite.

O Brasil volta a jogar em um mês, quando terá amistoso contra a Coréia do Sul, em Seul, no dia 12.

O jogo

Os lusos não pareciam desanimados pela ausência do craque Cristiano Ronaldo, e iniciaram a partida cheios de atitude. Com uma marcação apertada e ataques rápidos pelos lados, a Seleção encontrou dificuldades para se encontrar no Gillette Stadium. Aos 11 minutos, Meireles aproveitou cruzamento de João Pereira e colocou a bola no pé da trave. Ensaio para o que aconteceria seis minutos mais tarde: em uma bola alta, Maicon tentou recuar de cabeça para Julio César sem ver a antecipação do meia do Fenerbahçe, que aproveitou a bobeira para tocar para o fundo das redes.

Foi o choque que o Brasil precisava para acordar: Neymar finalizou aos 21 e Bernard quase aproveitou o rebote de Rui Patrício, pouco antes do mesmo camisa 10 cobrar escanteio com perfeição para Thiago Silva subir no segundo andar e igualar o escore.

O jogo esquentou, ganhando em emoção... e polêmica. Bruno Alves acertou uma cotovelada desleal em Neymar e se safou de uma expulsão ainda no primeiro tempo, e Nani, de cabeça, arrancou um suspiro da torcida presente em Boston ao mandar no contrapé de Julio César, mas sem acertar a pontaria. A boa produtividade da Seleção acabou recompensada: Neymar arrancou em alta velocidade, passou por vários marcadores e bateu cruzado, já dentro da área, para virar a contagem.

Até o final do primeiro tempo, o Brasil assumiu o controle da partida e continuou chegando com perigo. Bernard chegou atrasado em cruzamento de David Luiz, aos 37, e Paulinho perdeu boa chance ao finalizar por cima uma bola escorada por Thiago em cobrança de escanteio.

O Brasil manteve a mesma escalação para o segundo tempo, o que garantiu a mesma pegada mostrada no primeiro. E, de cara, conseguiu mais um gol: Neymar meteu bola para Maxwell no fundo e o ala cruzou para Jô, com o gol aberto, marcar o terceiro.

A partir daí, os comandados de Felipão diminuíram o ritmo, uma vez que o adversário já não parecia criar perigo. Portugal, por sua vez, passou a tentar diminuir a desvantagem com chutes de fora e cobranças de falta, que nunca chegaram a testar a zaga brasileira ou mesmo seu camisa 1. E o placar ficou assim.