Portugal x Suécia
15 novembro 2013 17:45 BRT 15/11/2013 17:45:00 BRT
Arb.: N. Rizzoli
Estádio do Sport Lisboa e Benfica (da Luz)
Público: 61.467
Portugal
POR
  • Cristiano Ronaldo 82'
1-0
Suécia
SUÉ
Fim de jogo
POR
SUÉ
0 15 30 45 60 75 90 15 30
Pênaltis
POR
-
SUÉ

Portugal 1 x 0 Suécia: CR7 decide e Ibrahimovic espera a volta

A torcida que lotou o Estádio da Luz chegou a expressar impaciência nos últimos minutos do jogo, mas Portugal teve motivos para comemorar após o apito final. No duelo de Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic, ambos tiveram atuações discretas. Mas foi o português que decidiu a partida com um gol de cabeça nos dez minutos finais, selando a vitória sobre a Suécia no jogo de ida da repescagem europeia para a Copa do Mundo de 2014.

Incentivada por um belo mosaico de seus torcedores, estampando as cores da bandeira nacional, a Seleção Portuguesa foi a primeira a buscar o ataque. Aos 5 minutos, João Moutinho recebeu em profundidade de Raul Meirelles e chegou a driblar o goleiro Isaksson, mas chutou desequilibrado de perna esquerda, mandando no lado de fora da rede. Só que a Suécia tratou logo de responder para serenar a empolgação dos torcedores locais. No minuto seguinte, Lustig arrancou no contragolpe e cruzou na primeira trave para Elmander desviar de carrinho, tirando tinta da trave esquerda.

Apesar do domínio da posse de bola ser dos portugueses, a Suécia levava mais perigo nos contra-ataques. Aos 21 minutos, o habilidoso Kacaniklic chegou à linha de fundo e conseguiu passe rasteiro na entrada da área para Larsson, que chutou de primeira e obrigou o goleiro Rui Patrício a fazer grande defesa. Logo depois, Kallstrom cobrou falta na entrada da área portuguesa e mandou perto do ângulo. Com Cristiano Ronaldo apagado, a Suécia armada em duas linhas de quatro se sobressaía no jogo de corpo. Portugal se limitava a lançamentos do campo de defesa e jogadas de linha de fundo de João Pereira, mas a área sueca permaneceu inviolável até o intervalo.

No 2º tempo, Portugal seguiu tendo mais tempo de domínio e alcançou a marca de 65% de posse de bola. A diferença é que a Suécia voltou pior, sem conseguir responder ofensivamente as investidas portuguesas. Logo aos 5 minutos, num intenso bate-rebate, Pepe escorou cruzamento de Bruno Alves, Postiga dividiu com Isaksson e a bola passou, mas Nilsson cortou em cima da linha. O rebote ainda seria de Cristiano Ronaldo, na marca do pênalti, mas o atacante tentou chutar de primeira e isolou.

Com Fábio Coentrão mais solto na lateral-esquerda, o meia Larsson era obrigado a recuar muito e a Suécia perdeu dinamismo na saída para os contragolpes. Enquanto isso, Portugal cresceu aos poucos. Aos 24 minutos, Nani arriscou chute rasteiro da entrada da área e Isaksson segurou. Aos 31, Cristiano Ronaldo desviou de letra um chute de Raul Meirelles e obrigou Isaksson a fazer grande defesa no contrapé, quando o árbitro já pegava posição de impedimento do português. No minuto seguinte, CR7 apareceu mais uma vez: dessa vez, ele deixou o pé na saída de Isaksson e derrubou o goleiro, recebendo cartão amarelo.

Faltava uma participação decisiva de Ronaldo. E ela veio aos 37 minutos, quando Veloso descolou cruzamento na pequena área e o craque português se antecipou a Olsson para cabecear de peixinho, sem dar chances a Isaksson. Dois minutos depois, o próprio Cristiano Ronaldo quase ampliou: ele se aproveitou da indecisão de Isaksson e Olsson para subir na segunda trave e cabecear novamente à queima-roupa, mas a bola caprichosamente explodiu no travessão.

No fim do jogo, a torcida portuguesa chegou a esboçar vaias diante da postura da equipe, que trocava passes no meio-campo para segurar o resultado. Apesar da sede dos torcedores por uma vantagem mais ampla, o placar de 1 a 0 se manteve, deixando aberta a decisão da vaga no jogo de volta em Estocolmo, na semana que vem. Apesar da classificação à Copa do Mundo não ter ficado tão encaminhada, Portugal tem o ânimo de ter quebrado um paradigma: os portugueses jamais haviam vencido a Suécia jogando em casa.