Anderson nocauteia Belfort(ESPN)

A aguardada luta entre Anderson Silva e Vitor Belfort, válida pelo título dos pesos médios do UFC, acabou mais rápida do que se esperava. O confronto foi a principal atração do UFC 126, realizado neste sábado, em Las Vegas (EUA), e atraiu a atenção de todo os fãs do esporte, principalmente no Brasil, cujo assunto era tema de debate como um grande jogo de futebol.

A luta começou estudada, e o primeiro golpe foi disparado apenas depois de 1m30s. Anderson aos poucos foi se soltando, chegou a ser derrubado, mas levantou-se rapidamente. Em seguida, fintou um chute frontal no corpo de Belfort, mas acabou acertando o queixo de seu desafiante, que sofreu um knockdown e acabou sendo alvo de mais dois socos, obrigando o árbitro a interromper o combate, declarando o nocaute aos 3m29s do primeiro round.

Após a vitória, Anderson quebrou toda sua animosidade com Belfort abraçando seu adversário, e agradecendo-o por ter aceitado a luta. O campeão, já falando com o público no microfone, agradeceu aos seus treinadores, e revelou ter aprendido o chute fatal da luta com Steven Seagal.

Jones atropela Bader e vai encarar Shogun

Jon Jones e Ryan Bader fizeram o desafio das promessas da divisão de meio-pesados, mas o combate foi um passeio de Jones. Considerado a grande sensação americana da categoria, o lutador não tomou conhecimento de Bader, aplicando quedas, dominando a trocação e ainda encaixando diversas finalizações. O golpe em definitivo aconteceu no fim do segundo round, quando encaixou uma guilhotina e finalizou seu adversário.

Depois do combate, uma surpresa para o vencedor. Joe Rogan, ao entrevistá-lo, avisou que Rashad Evans se machucou e não poderá enfrentar o campeão Mauricio Shogun. Como venceu sua luta, Jones se credenciou para enfrentar o brasileiro, em confronto que acontecerá no dia 19 de março. Apesar da proximidade da data da luta, Dana White avisou a Jones que quer vê-lo enfrentando Shogun neste dia. "Você tem apenas 23 anos, consegue fazer isso", disse o presidente do UFC.

Griffin vence Franklin; "Tá Danado" é derrotado

No duelo de ex-campeões da noite, melhor para aquele que foi dono do cinturão dos meio-pesados. Forrest Griffin dominou boa parte de sua luta contra Rich Franklin, ex-campeão dos médios, e levou a vitória na decisão dos jurados.

Já Carlos Eduardo Rocha, o "Ta Danado", começou bem contra Jake Ellenberg, dominando o primeiro round, onde controlou seu adversário no chão. O americano, no entanto, reagiu e foi crescendo na luta, vencendo os rounds seguintes, levando a vitória na decisão dos jurados.

Anderson fatura bônus de melhor nocaute

Como de praxe, o UFC distribuiu prêmios para os destaques da noite. Anderson levou o de melhor nocaute, Jones o de melhor finalização, enquanto Donald Cerrone e Paul Kelly ganharam como melhor luta. Cada um faturou US$75 mil de bônus.

Veja abaixo os resultados completos do evento:

- Anderson Silva venceu Vitor Belfort por KO no 1º round;
- Forrest Griffin venceu Rich Franklin na decisão dos jurados;
- Jon Jones venceu Ryan Bader com uma guilhotina no 2ºround;
- Jake Ellenberger venceu Carlos Eduardo Rocha na decisão dos jurados;
- Miguel Torres venceu Antonio Banuelos na decisão dos jurados;
- Donald Cerrone venceu Paul Kelly com um mata-leão no 2ºround;
- Chad Mendes venceu Michihiro Omigawa na decisão dos jurados;
- Demetrious Johnson venceu Norifumi Yamamoto na decisão dos jurados;
- Paul Taylor venceu Gabe Ruediger por KO no 2ºround;
- Kyle Kingsbury venceu Ricardo Romero por TKO no 1ºround;
- Mike Pierce venceu Kenny Robertson por TKO no 2º round;

Leia mais:
Presidente do UFC afirma que Georges St-Pierre pode ser o próximo adversário de Anderson Silva
Na 2ª luta principal do UFC 126, Forrest Griffin vence Rich Franklin por decisão unânime dos jurados