Junior dos Santos, o Cigano, está demonstrando muita confiança para a sua próxima luta, quando vai enfrentar Brock Lesnar, no UFC 131, no dia 11 de junho. Em conversa com a rádio MMAJunkie.com, o brasileiro disse que tem total confiança nas suas capacidades, disse que pode bater o rival e, depois, conquistar o título dos pesados, que atualmente pertence a Cain Velasquez.

"Todos no UFC dizem que sou um cara legal. Mas as vezes as pessoas confundem o fato de eu ser legal com o fato de ser fraco. Eu acredito muito em mim. Sei que posso bater Lesnar e eu serei o próximo campeão dos pesos pesados do UFC", afirmou Cigano.

O brasileiro teria a chance de lutar pelo título contra Cain Velasquez, mas a luta não pôde acontecer por causa de uma lesão no ombro do atual campeão. Cigano disse ter pedido para que houvesse outro combate e ficou contente com a possibilidade de enfrentar Lesnar.

"Foi uma grande surpresa para mim (não poder lutar contra Velasquez). Quando meu empresário disse que ele não pdoeria lutar contra mim, pedi por outro combate. O UFC me convidou para o The Ultimate Fighter e aceitei imediatamente", disse. "Quando me deram esta luta contra o Lesnar, fiquei feliz. Sou um lutador e luto para viver, preciso lutar. Entçao não importa quem será o meu oponente. Estou pronto para lutar agora e estarei sempre pronto para lutar", disse.

No TUF, Cigano foi treinador justamente com Brock Lesnar. Apesar disso, o brasileiro disse que não teve muito contato com o rival durante as gravações. "Não vi Brock por muitas vezes. Ele é um cara muito sério, mas não me preocupo mais com isso (o programa)", disse.