O brasileiro Rubens Barrichello afirmou nesta sexta-feira, após ficar apenas em 16.º e depois em 17.º nos primeiros treinos livres para o GP de Xangai de Fórmula 1, que a Williams terá que trabalhar muito para ter um bom desempenho na prova deste domingo. A equipe testou um novo sistema de escapamento, que parece não ter agradado ao piloto.

'Pareceu que perdemos um pouco de desempenho no fim da última sessão, o que significa que precisamos trabalhar duro para avaliar o escapamento de forma correta. Precisamos olhar os dados do carro com muita atenção para decidirmos o que fazer, se vamos usar a novidade ou voltar para o original', declarou.

O diretor técnico da escuderia, Sam Michael, admitiu problemas com o carro de Barrichello, que teve 1min39s925 como seu melhor tempo nesta sexta. O dirigente informou que ainda será discutido o aproveitamento do novo sistema de escapamento na prova de domingo.

'Após uma manhã produtiva, tivemos alguns problemas com o novo sistema de escapamento que usamos no carro de Barrichello no segundo treino. Precisamos olhar os dados agora para tomar uma decisão. Apesar disso, conseguimos andar bastante com o pneu macio, o que deverá nos ajudar para a corrida. Além disso, teremos novos motores nos dois carros amanhã (sábado)', afirmou.

Veja também:

Sebastian Vettel domina treinos livres do GP da China

Felipe Massa admite dificuldade para treino de classificação

Vettel espera disputa apertada no treino classificatório

Sebastian Vettel lidera primeiro treino livre do GP da China

Na definição do grid em Xangai, a hora da verdade