Mesmo sem ter brilhado no principal palco do futebol mundial em 2010, a Copa do Mundo, o argentino Lionel Messi bateu os companheiros de Barcelona Xavi Hernandéz e Andrés Iniesta e foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em anos consecutivos.

Pelo inédito título da Espanha na Copa do Mundo, muitos achavam e inclusive chegou a ser noticiado pela imprensa europeia que Iniesta, autor do gol do título, venceria o prêmio. Porém, o título ficou com Messi mais uma vez.

"Não esperava nada hoje. É um dia muito especial para mim. Quero compatilhar isso com meus companheiros, com todos os barcelonistas e todos os argentinos", disse Messi, após ter vencido o prêmio da Fifa.

Com o segundo título consecutivo da premiação da Fifa, que agora se unificou com a ‘Bola de Ouro’ da revista francesa France Football, Messi iguala os feitos de Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho. O "Fenômeno" faturou a honra por vezes seguidas em 1996 e 1997, enquanto o ex-gremista foi campeão em 2004 e 2005.