Diante da gravidade da tragédia decorrente do excesso de chuvas na região serrana do Rio de Janeiro nos últimos dias, o mundo do esporte se mobiliza para tentar ajudar. Santos, Flamengo e o ex-tenista Gustavo Kuerten anunciaram campanhas para arrecadar fundos aos desabrigados.

Guga iniciou uma campanha nesta sexta-feira para dar assistência às famílias que foram prejudicadas pelas chuvas em Nova Friburgo (RJ). A campanha será a mesma que foi feita há dois anos, quando o estado de Santa Catarina sofreu com as enchentes. O IGK irá ajudar Nova Friburgo através de doações para a APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais) da cidade. "Agora chegou a nossa vez de colaborar", afirmou Guga.

"Até porque é próprio do ser humano colaborar principalmente nos momentos de dificuldade. Hoje no IGK a gente trabalha exatamente dessa forma, procuramos ajudar o tempo inteiro, todos os dias, e durante as emergências intensificar as ações", explicou o ex-tenista.

Irmã de Guga e presidente do IGK, Alice Kuerten entrou em contato com a diretora da APAE de Nova Friburgo e pediu a identificação das famílias mais prejudicadas pelas chuvas. "Somos experientes nesse processo, infelizmente. Durante a ação realizada em Santa Catarina constatamos que é necessário planejar e estruturar a recuperação dessas pessoas a longo prazo".

"Precisamos ajudar, até como forma de retribuir o apoio que recebemos de empresas e cidadãos de todo o Brasil. A principal doação que o IGK recebeu na época para recompor as famílias das APAEs mais atingidas no Vale do Itajaí veio justamente do Rio de Janeiro. Por isso pretendemos repetir a ação, agora em Nova Friburgo", acrescentou Alice.

Guga também fez uma doação em dinheiro às vítimas: R$ 25 mil. O ex-número um do mundo ganhou este dinheiro em um torneio de pôquer, disputado nas Bahamas, e decidiu doá-los aos desabrigados. O brasileiro foi eliminado no segundo dia, terminando na 197ª posição.

Além de estar com as portas abertas para receber doações, o Flamengo resolveu estender a solidariedade para a cidade paranaense de Londrina, onde a equipe realiza a sua pré-temporada. A tragédia também tocou os jogadores rubro-negros, que já se mobilizam para ajudar aos necessitados.

"O Flamengo se solidariza com as vítimas da enchente e neste momento os jogadores tambem se sensibilizaram para contribuir. Pedimos a prefeitura daqui de Londrina para que a população ajude também", comentou a presidente do Flamengo, Patricia Amorim, convocando os torcedores para ajudar.
Outro que mostrou estar sensibilizado, o capitão Léo Moura revelou que, além da ajuda do clube, os próprios jogadores irão arrecadar fundos para os necessitados.

"A gente acompanha aqui de longe o sofrimento das pessoas. Nós, jogadores, nos reunimos nesta manhã e conversamos sobre isso. Além da ajuda que o clube está fazendo, nós vamos arrecadar uma quantia em dinheiro para doar para essas pessoas", disse, à Rádio Brasil.

Apesar de não estar integrado ao elenco na pré-temporada, o meia Petkovic também resolveu ajudar. O sérvio abriu uma conta bancária e vem mobilizando os torcedores para ajudar aos moradores de Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo.

"A arrecadação está indo muito bem. Vamos lá pessoal, façam doações, vocês são maravilhosos, estão fazendo um ótimo trabalho, espontâneo, mostrando que a cidadania é que está em primeiro lugar, parabens", postou o sérvio em seu Twitter.

No Santos, a camisa do lateral esquerdo Léo, que será utilizada no duelo contra o Linense, neste sábado, às 19h30 (horário de Brasília), será leiloada. Toda a quantia arrecada através do leilão será revertido para a população que vem sofrendo com essas enchentes no Rio.

"Essa é uma atitude do elenco do Santos, do clube, e vamos doar essa camisa autografada para as vítimas da enchente no Rio. Sou de lá, e vejo como muito importante o grupo do Santos estar fazendo essa doação. É uma atitude bonita, com todos os atletas, para que as vítimas dessa tragédia sejam ajudadas", disse o ala, único fluminense do elenco.

Até mesmo o atacante Neymar, que está na seleção brasileira sub-20, e os laterais Danilo e Alex Sandro, além do meia Alan Patrick, também a serviço da seleção de base, irão participar da campanha. A camisa irá até a concentração brasileira para os atletas, que darão seus autógrafos. A meia-atacante Marta, eleita na última segunda-feira como a melhor jogadora do mundo pela Fifa pela quinta vez consecutiva, também dará a sua contribuição, autografando a peça para leilão.