Em jogo emocionante, o Brasil venceu a Venezuela por 4 a 3 neste domingo em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Sul-Americano sub-17, que está sendo realizada no Equador. Com o resultado, a seleção pode terminar a primeira rodada na liderança isolada do grupo B.

Apesar da diferença de tradição entre as equipes, quem começou na frente foi a Venezuela, que chegou a 2 a 0, ambos os gols com Arteaga. O Brasil chegou ao empate (com Pedro Paulo e Adryan), mas os rivais ficaram novamente na frente no placar, com Gonzalez, ainda no primeiro tempo.

No segundo tempo, Lucas Piazon e Pedro Paulo, novamente, garantiram a virada para o Brasil. Na próxima rodada, a seleção enfrenta o Chile, em jogo a ser realizado na quarta-feira. O três melhores dos grupos A e B se classificam para o hexagonal final.

O jogo
A equipe canarinho foi surpreendida logo no início da partida. Aos quatro minutos, após escanteio, Astreaga subiu mais que a defesa brasileira e marcou o primeiro gol venezuelano. Dois minutos depois, após falha do goleiro Uilson, novamente Astreaga ampliou.

Aos 11 minutos, após jogada de velocidade, Pedro Paulo ganhou de seu marcador, driblou o goleiro e marcou o primeiro gol brasileiro. Quatro minutos depois, o Brasil chegou ao empate, após cruzamento do lateral direito Wallace, que o meio-campista Adrian desviou, para igualar o placar.

Com problemas em bolas aéreas, o Brasil voltou a ficar atrás no placar. Aos 33, nova cobrança de escanteio, Guevara escorou de cabeça e González desviou, para recolocar a Venezuela a frente no placar.

No segundo tempo, o Brasil voltou pressionando, mas não conseguia marcar o terceiro gol. Apenas aos 26 minutos, após cruzamento de Adryan, Lucas Piazzon, de cabeça, fez o gol. Embalada, a equipe verde-amarela chegou a virada quatro minutos depois. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o atacante Pedro Paulo, que chutou no canto direito para marcar o quarto gol brasileiro.

Aos 43 minutos, a tarefa da Venezuela de empatar o jogo se tornou ainda mais complicada, pois Castillo foi expulso, deixando a equipe com dez atletas. Ainda assim, o Brasil sofreu pressão no final e se segurou para conseguir seus primeiros três pontos no torneio.