Por Mitch Phillips

LONDRES (Reuters) - Uma banana foi atirada no campo na direção do atacante brasileiro Neymar durante a vitória de 2 x 0 da seleção brasileira sobre a Escócia em amistoso neste domingo.

O atacante de 19 anos, que marcou os dois gols, vinha sendo alvo da hostilidade dos torcedores escoceses desde os primeiro momentos de jogo por supostamente fingir uma falta.

Ele disse não ter visto a banana ser atirada, mas a viu no gramado perto de si quando estava próximo da linha lateral.

'É triste que essas coisas aconteçam, mas não vou me preocupar muito com isso,' disse Neymar à Reuters.

'Foi um dia maravilhoso, com certeza um dia para lembrar.'

Mano Menezes, técnico do Brasil, afirmou não ter visto o incidente, mas que o acontecido é 'lamentável.'

O meio-campo Lucas Leiva, que joga no Liverpool, declarou à rede Globo: 'Não há mais lugar para racismo hoje em dia. A Europa, que é considerada primeiro mundo, é onde isso mais acontece. Hoje em dia, cor e raça não deveriam significar nada.'

Na semana passada uma banana foi atirada contra o ex-zagueiro da seleção Roberto Carlos enquanto ele se preparava para entrar em campo com o clube russo Anzhi Makhachkala contra o Zenit de São Petersburgo.