Copa do Brasil 2013Copa do Brasil 2013
espn.com.br (© Todos os direitos reservados - ESPN do Brasil)
Atualizado: 23/10/2013 | Por ESPN.com.br- espn.com.br

Pato 'recua' pênalti decisivo para Dida, Grêmio passa e enterra sonho do Corinthians

O Grêmio é o semifinalista da Copa do Brasil...


Pato 'recua' pênalti decisivo para Dida, Grêmio passa e enterra sonho do Corinthians

Dida com a bola nas mãos: goleiro pega cobrança fraca de Pato e dá a classificação ao Grêmio na Copa do Brasil

O Grêmio é o semifinalista da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, o clube gaúcho venceu o Corinthians nos pênaltis por 3 a 2, depois de empate sem gols durante os 90 minutos na Arena do Grêmio, e avançou à próxima etapa da competição. Alexandre Pato, após cobrança fraca, parou em Dida e viu o estádio do adversário explodir com a vaga no torneio nacional.

Assim como nos dois confrontos recentes (primeiro duelo pela Copa do Brasil e jogo válido pelo segundo turno do Brasileiro), Grêmio e Corinthians realizaram uma primeira etapa truncada. Parecidos na questão da disposição defensiva, os dois clubes pouco ameaçaram os goleiros. A melhor oportunidade foi dos gaúchos, com Vargas, que perdeu um gol incrível dentro da pequena área.

O chileno voltou a ser protagonista durante a segunda etapa. Na reta decisiva do confronto em Porto Alegre, Vargas desperdiçou a melhor chance do tempo final, quando invadiu a área e acertou a trave. O Corinthians, por outro lado, se manteve mais preocupado em se posicionar e marcar do que buscar o gol da classificação. Antes do final do jogo, Emerson Sheik e Vargas ainda foram expulsos.

GALERIA Todos os atos da 'pifia' cobrança de pênalti de Pato na derrota do Corinthians para o Grêmio

Depois de uma tensa classificação, o Grêmio duelará contra o Atlético Paranaense na semifinal da Copa do Brasil. O clube rubro-negro alcançou esta etapa da competição ao empatar sem gols com Internacional. O Corinthians, por outro lado, viu praticamente ser encerrado o sonho de uma vaga na Libertadores de 2014, já que vive situação complicada no Campeonato Brasileiro - ocupa apenas a 12ª posição.

O jogo

O empate sem gols obrigou o Grêmio a atuar mais ofensivamente na Arena. Escalado com Vargas, Barcos e Kleber no ataque, o time gaúcho pressionou a defesa corintiana a fim de evitar a forte marcação rival. A primeira boa chance ocorreu aos 14min, quando Vargas arrematou sobra de bola de primeira e acertou o zagueiro Gil, que colocou o corpo na direção do arremate para afastar o perigo.

Acuado e defensivo, o Corinthians surgiu no campo de ataque somente em uma oportunidade. Mais preocupado em marcar, o time do Parque São Jorge ameaçou aos 15min. Em contra-ataque bem encaixado, Douglas recebeu passe de Romarinho, invadiu a área e exigiu boa defesa de Dida; a única durante os primeiros 45 minutos de confronto na Arena do Grêmio.

PAULO VINÍCIUS COELHO

O incrível Dida dos pênaltis contra Pato. Antes da cobrança, já era covardia

A oportunidade rara do Corinthians resultou em uma pressão ainda maior do clube gaúcho. Sem conseguir sair do campo de defesa com tranquilidade, o clube alvinegro testemunhou o crescimento do adversário. Abusando dos cruzamentos, o Grêmio quase chegou ao gol aos 19min, quando Vargas pegou sobra na entrada da pequena área e chutou sobre o travessão.

O primeiro tempo apagado não serviu de medida para Tite alterar o Corinthians para a segunda etapa. Com o mesmo comportamento passivo dos primeiros 45 minutos, o clube do Parque São Jorge seguiu esperando o Grêmio no campo defensivo. Entretanto, o acúmulo nos erros de passes e o péssimo momento técnico vivido por alguns jogadores impediu o visitante de assustar Dida.

O Grêmio, por outro lado, manteve as investidas pelas laterais e por pouco não abriu o placar aos 11min. Riveros cruzou na medida para Kleber, totalmente sozinho, cabecear para o gol. A bola ainda quicou no gramado e dificultou a tarefa da defesa para o goleiro Walter, que desviou para escanteio e manteve o 0 a 0 no marcador.

Sem presença ofensiva, Tite colocou em campo os experientes Danilo e Emerson. Contudo, as alterações não surtiram o efeito esperado. Embora melhor colocado em campo e afastando qualquer tipo de pressão dos mandantes, o Corinthians pouco atacou. O Grêmio, em contrapartida, quase matou o confronto aos 37min, quando Vargas invadiu a área e arrematou na trave.

Antes do final da partida, o árbitro Paulo Godoy Bezerra se tornou o protagonista. Depois de uma rápida discussão, Vargas e Emerson Sheik foram expulsos. Minutos depois, Edenílson, sem participar de uma jogada faltosa, recebeu o amarelo. Walter, um dos destaques corintianos, voltou a ser exigido nos acréscimos, quando espalmou para escanteio uma falta cobrada por Elano.

Na disputa de pênaltis, os goleiros se tornaram os grandes personagens. O recém-contratado Walter parou Barcos e viu Alex Telles chutar na trave. Dida, por outro lado, defendeu o de Danilo - Romarinho marcou. A partir de então, um jogador terminou como o grande vilão.

Pará, Elano e Kleber marcaram. Pelo lado do Corinthians, Edenílson cobrou pênalti fraco e parou em Dida; Alessandro, com categoria, marcou. Na batida decisiva, que levaria o duelo para as alternadas, Alexandre Pato tentou uma cavadinha e parou em um tranquilo Dida, que esperou o chute e 'desgraçou' a noite do camisa 7.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO (3) 0 x 0 (2) CORINTHIANS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data: 23 de outubro de 2013, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)

Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)

Público: 35.684 pessoas (33.503 pagantes)

Renda: R$ 1.820.728,00

Cartões amarelos: Kleber e Barcos (Grêmio); Alexandre Pato, Ralf e Edenílson (Corinthians)

Cartões vermelhos: Vargas (Grêmio); Emerson (Corinthians)

GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Riveros (Elano); Kleber, Barcos e Vargas

Técnico: Renato Gaúcho

Cobranças: Barcos (defendido), Alex Telles (trave), Pará (gol), Elano (gol), Kleber (gol)

CORINTHIANS: Walter; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos (Igor); Ralf, Guilherme (Emerson), Edenílson, Douglas (Danilo) e Romarinho; Alexandre Pato

Técnico: Tite

Cobranças: Danilo (defendido), Romarinho (gol), Edenílson (defendido), Alessandro (gol), Alexandre Pato (defendido)

Vídeos

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

Você já viu?

  • Bebê real

    Príncipe George brinca e rouba os holofotes em sua primeira viagem oficial; confira as fotos

  • Reencontro

    Sandy canta música 'A Lenda' com Junior em show e ganha beijo na barriga do irmão; fotos

  • Grid Girls

    Gatas da Fórmula Truck roubam a cena na etapa de Curitiba; veja aqui mais de 100 fotos

  • Casa do futuro

    Veja tecnologias que estarão nas residências no futuro; sala pode ter até uma TV transparente

  • Especial Mães

    Gisele é exemplo de mulher, esposa e mãe; brasileira esperou a hora certa para ter seus filhos