Mundial de ClubesMundial de ClubesNotícias - Mundial de Clubes - MSN EsportesFotos - Mundial de Clubes - MSN EsportesResultados - Mundial de Clubes - MSN EsportesVídeos - Mundial de Clubes - MSN Esportes
ESPN (© ESPN)
16/12/2012 | Por ESPN, ESPN.com.br

Tite rejeita rótulo de maior técnico da história do Corinthians

Técnico lembra dos momentos difíceis à frente do time e divide méritos com diretoria


1 de 32

Adenor Leonardo Bacchi, o Tite, entrou neste domingo para um seleto grupo de técnicos brasileiros campeões mundiais por clubes. Na lista, Telê Santana, Lula, Abel Braga entre outros. O gaúcho tornou-se apenas o sétimo do país nesta categoria, mas, ainda assim, negou que seja o maior da posição na história do Corinthians.

"Nao sei. A palavra é que não, mas tenho a dimensão exata que é um trabalho de equipe. E sigo na mesma linha. Sei do meu valor, de todo o meu trabalho, mas sei de toda a dimensão diretiva por trás", respondeu quando questionado sobre se se considerava o maior treinador da história do clube.

Veja também:
Corinthians recebe troféu e faz festa no gramado de Yokohama
Torcida do Corinthians festeja conquista na quadra da Gaviões

Corinthians iguala Santos e passa São Paulo por status local de 'campeão do século'

Além de Telê Santana [1992 e 1993 com o São Paulo], Lula [com o Santos em 1962 e 1963] e Abel Braga [com o Internacional em 2006], fazem parte da turma campeã mundial Paulo Autuori [com o São Paulo em 2005], Valdir Espinoza [com o Grêmio em 1983] e Paulo César Carpegiani [com o Flamengo em 1981]. 

Mesmo sob efeito da conquista e do feito, Tite manteve a linha de bastante discernimento em seus discursos na entrevista coletiva em Yokohama, no Japão. E fez questão de lembrar do apoio de Andrés Sanchez [ex-presidente corintiano] e Mario Gobbi [atual mandatário alvinegro] nos momentos conturbados.

"Coloco assim, olha, em relação a todos os técnicos [do Corinthians], tive uma direção que acreditou no 

meu trabalho em todos os momentos dificeis. Porque envolve lado emocional, e, às vezes, numa derrota, você faz trocas. Porque o técnico é a vidraça. E eu tive o privilégio ser ser o escolhido por eles", disse.

Tite balançou duas vezes no cargo nesta sua passagem pelo clube alvinegro. A primeira na eliminação surpreendente para o Tolima, na fase pré-grupos da Libertadores da América de 2011. A segunda, meses depois, antes do clássico contra o São Paulo pelo Brasileiro, quando o time caía de rendimento após um superinício - jogo ficou no 0 a 0, e ele seguiu no comando.

A primeira vez que Tite comandou o Corinthians foi em 2004, quando assumiu um time que beirava o rebaixamento e o levou ao quinto lugar no Brasileiro. Em 2005, deixou o clube depois de desentender-se com o iraniano Kia Joorabchian, homem forte da MSI à época, grupo que naquele ano passou a investir muito na agremiação.

Veja as fotos da vitória do Corinthians sobre o Chelsea:

vídeos

msn esportes no facebook

para cimapara baixo

Você já viu?

  • Eleições 2014

    Candidato mais rico de todos declarou ter meio bilhão; conheça os mais endinheirados das urnas

  • Vilã vira meme

    É a vez de Cora! Vilã da nova novela das 21h, 'Império', vira sucesso nas redes sociais; veja

  • Virou piada!

    Dunga mal voltou para a seleção brasileira e já é alvo de piadas nas redes sociais; veja as melhores

  • Sexo

    Ginástica íntima ajuda no sexo depois do parto; corpo muda e posições reduzem o desconforto

  • Carros

    Salões de automóveis trazem carros do futuro; veja novidades que logo devem surgir nas ruas