Uma luta de peso combinado poderia ser a solução do combate entre os dois – Evelyn Rodrigues

Uma luta de peso combinado poderia ser a solução do combate entre os dois – Evelyn Rodrigues

O um dos empresários de Anderson Silva deu uma entrevista bastante reveladora ao site americano MMA Fighting. Jorge “Joinha” Guimarães falou sobre vários assuntos, como a recusa de uma luta contra Chris Weidman, a possibilidade de enfrentar Jon Jones ou Georges St. Pierre e também falou sobre a condição física e psicológica de Spider.

Pelo que falou o empresário, parece que Anderson só volta em 2013 e já tem um preferido para subir no octógono. Joinha disse que Anderson vai esperar por St-Pierre x Condit. “Talvez no começo do ano que vem. Vamos ver o que acontece entre GSP e Condit”.

Se o duelo for acontecer, Joinha já adiantou que o seria em um peso combinado entre as duas categorias. O limite de peso de Anderson Silva, um peso-médio, é de 83,9kg, enquanto a de St-Pierre, um meio-médio, é de 77,1kg. “Acho que um peso combinado seria o melhor. Anderson não pode lutar com "170 pounds" (equivalente a 77kg), mas talvez nos "180 pounds" (equivalente a 81,6kg). Acho que ele bateria esse peso.”

Jorge Guimarães fez outra revelação, está sobre um convite do UFC para uma luta com Weidman. “O UFC mencionou isso, mas não achamos que faça sentido”. Ele confirmou que sua equipe foi sondada pela organização sobre esse assunto, mas recusou. “Tenho muito respeito pelo Weidman, é um ótimo lutador, mas eu quis dizer que essa luta não faz sentido. Ele tem nove lutas, todas impressionantes, mas é a metade do que o Anderson tem. Não acho que seja o suficiente. Seria difícil promover”, explicou Joinha.

Sobre Jon Jones, que já declarou não querer enfrentar Spider, a resposta foi no mesmo tom. “Acho que com o Jon Jones não. Os dois têm muito a perder, não seria interessante”. Anderson Silva tem 15 lutas e 15 vitórias no UFC, sendo dez delas foram defesas de cinturão. “Ele não está com pressa. Está com muita saúde. Acabei de deixar a Black House e ele estava treinando. Treina 365 dias por ano. Provavelmente não volta a lutar este ano, sem pressa.”

Lyoto quer cinturão

Joinha ainda falou sobre o outro lutador de quem é empresário, o brasileiro Lyoto Machida, que luta neste sábado no UFC on FOX 4. “Está muito forte mentalmente e fisicamente. Treinou demais em Los Angeles, onde está morando há dois meses para treinar na Black House. Está pronto”. Sobre a possibilidade de enfrentar o campeão da categoria, Jon Jones, o empresário se mostrou confiante. “Acho que sim (que pode ganhar). Ele ainda não se convenceu de sua derrota, sabe? Respeitamos demais o Jones, mas ele não está convencido”.