Hallman ficou mais de 3kg acima dos 70kg da categoria dos leves - Divulgação/UFC

Hallman ficou mais de 3kg acima dos 70kg da categoria dos leves - Divulgação/UFC

O americano Dennis Hallman foi demitido pelo UFC após não bater o peso e obrigar a organização do evento a cancelar sua luta contra o brasileiro Thiago Tavares, que aconteceria nesta sexta-feira (5), em Minneapolis, nos EUA.

Alegando problemas pessoais, Hallman afirmou que teve uma conversa tranquila com o presidente Dana White. O mandatário, então, decidiu pagar a bolsa aos lutadores, mas se viu obrigado a demitir o americano.

"Estou tendo alguns problemas pessoais em casa, não estou apto a lutar. Eu disse a Dana (White) quais eram os meus problemas. Ele entende questões familiares e foi legal comigo por eu não lutar. Mas eles estão me cortando. Dana me pagou a bolsa de apresentação e também de vitória para me ajudar a lidar com a montanha em minha frente. Agora, tenho que bater o peso algumas vezes no circuito regional. Vou voltar ao UFC", afirmou o americano ao site "MMA Fighting".

Thiago Tavares tinha aceitado lutar em peso combinado, mas o brasileiro pediu para que o americano chegasse pelo menos a apenas 1,8kg acima do limite da categoria. Como Hallman não conseguiu, a luta foi cancelada, para tristeza do brasuca.

"Me perdoem todos que esperavam ansiosos pela minha luta. Estou triste e frustrado. Meu adversário está 7 lbs acima e a luta foi cancelada.", escreveu Thiago Tavares ontem eu seu Twitter.