Brasileiro faria segunda luta do card principal, contra Dennis Hallman – Divulgação/UFC

Brasileiro faria segunda luta do card principal, contra Dennis Hallman – Divulgação/UFC

Dois brasileiros também foram afetados pelo cancelamento do UFC 151, que seria no dia 1º de setembro, em Las Vegas, EUA. Além de John Lineker, que enfrentaria Yasuhiro Urushitani, Thiago Tavares estava escalado para a segunda luta do card principal, única dos pesos-leves no card principal, contra o americano Dennis Hallman. “Sim. Dia ruim. Agora esperando mais informações sobre nós”, escreveu Tavares.

“Cara, isso é péssimo! Que dia triste para o MMA”, escreveu Dennis Hallman, que faria o combate com Thiago Tavares. A luta entre os dois já havia sido adiada do UFC 150. O cancelamento aconteceu porque o desafiante ao cinturão dos meio-pesados, Dan Henderson, se machucou e não teria condições de luta. Jon Jones rejeitou a proposta do UFC para a reposição de seu adversário, que passaria a ser o polêmico Chael Sonnen.

Thiago Tavares tem um cartel de 17 vitórias e quatro derrotas no MMA. Estreou no UFC em 2009, vencendo por decisão unânime o japonês Naoyuki Kotani. Depois disso, tem cinco vitórias, quatro derrotas e um empate, contra Nik Lentz. O brasileiro estava com moral para essa luta, depois de conseguir pela primeira vez duas vitórias seguidas na organização, sobre Sam Stout e Spencer Fischer.