Americano não concordou com a rejeição à luta de muitos atletas do UFC – Divulgação/UFC

Americano não concordou com a rejeição à luta de muitos atletas do UFC – Divulgação/UFC

Foi a vez do campeão dos pesos pesados do Strikeforce Daniel Cormier dar sua opinião sobre os acontecimentos envolvendo Jon Jones. È necessário lembrar que ele já cogitou descer de categoria caso o companheiro de treino Cain Velasquez vença o título do UFC novamente. Cormier está se preparando para enfrentar Frank Mir, em sua organização, ainda este ano para decidir o campeão final da categoria, que vai terminar após a luta.

O campeão falou ao site americano BJPenn.com e também até se ofereceu para a luta com Jones. “Ninguem quer lutar com Jon Jones, mas caramba, eu lutaria com ele. Os caras estão recusando a luta. Tiveram que ir a um lutador das antigas como Belfort para subir no octógono”, explicou.

Sobrou até para os brasileiros da categoria de Jones, que também ouviram o que Cormier tinha a dizer. “Isso serve para (Lyoto) Machida e Shogun, se eles querem treinar o TUF, saiam do caminho e me deixe lutar com Jones. Eu faço isso”, concluiu o campeão.

Invicto no MMA, o ex-lutador de luta olímpica já fez 10 lutas na no esporte. Daniel Cormier se tornou campeão dos pesos pesados do Strikeforce no ano passado, quando venceu Jeff Monson. Depois disso, o brasileiro Antonio “Pezão” Silva e Josh Barnett também perderam do americano. O combate com Frank Mir será o primeiro contra um atleta do UFC.