Michael Bisping luta entre os pesos-médios do UFC – Zuffa LLC via Getty Images

Michael Bisping luta entre os pesos-médios do UFC – Zuffa LLC via Getty Images

‘Rampage’ Jackson, Frank Mir e Chael Sonnen são apenas alguns exemplos de lutadores que aderiram à terapia de reposição hormonal. O tratamento vem causando polêmicas no mundo do MMA pois algumas pessoas acham que a terapia dá uma vantagem injusta aos lutadores. O peso-médio Michael Bisping está nesse grupo.

Em uma entrevista concedida ao programa “The MMA Show”, Bisping deu a sua opinião sobre o processo de aumentar os níveis hormonais através de injeções intramusculares.

“Acho que é absolutamente absurdo, um lixo, uma porcaria. É absurdo. Todos nós crescemos e envelhecemos. Em algum ponto, você vai ficando mais velho, seus testículos não funcionam tão bem e você não produz mais tanta testosterona, mas a vida é assim e você tem que lidar com isso. Um cara de 40 anos não produz tanta testosterona quanto um de 21, então ele ganha uma licença que o permite ter tanta testosterona quanto um cara de 21 anos”, declarou o lutador.

“Eu tenho 33 anos. Não produzo a mesma quantidade que um cara de 21 anos, mas produzo mais que um cara de 40. Onde fica o limite? A natureza define isso, e nós não deveríamos interferir. Eu acho que é trapacear de um jeito escondido. Eu sou totalmente contra, e nunca faria”, concluiu Bisping.