LutasLutas
Ag. Fight
Atualizado: 25/06/2014 | Por Erik Engelhart- Ag. Fight

Para Renzo Gracie, regras do MMA atual prejudicam lutadores de jiu-jitsu e favorecem wrestlers

Lenda não é a favor de rounds de 5 minutos: "UFC está voltado para o espetáculo"


Renzo Gracie acredita que a essência do MMA se perdeu no business – Erik Engelhart

Renzo Gracie acredita que a essência do MMA se perdeu no business – Erik Engelhart

Lenda do esporte e um dos maiores treinadores de jiu-jitsu e MMA da atualidade, Renzo Gracie é de uma época em que o esporte ainda era disputado sem luvas e sem tempo, até que um dos atletas desistissem.

Aos 47 anos e ainda com fome de luta, Renzo analisou o panorama atual do esporte e lamentou que a arte suave criada pela sua família esteja sendo tão prejudicada, seja pela arbitragem, que não conhece as nuances do jogo de solo, seja pelo tempo curto de cinco minutos dos rounds, que não deixar o jiu-jitsu se desenvolver.

Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, o lutador relembrou que quando lutava no Pride, tinha 10 minutos para derrubar o oponente e trabalhar o seu jiu-jitsu.

“O MMA atual prejudica os lutadores de jiu-jitsu, não tenho a menor sombra de dúvidas. O que um atleta de solo pode fazer em 5 minutos de round? Antigamente quando os rounds eram de dez minutos, era diferente, você demorava dois minutos e meio para derrubar o adversário e tinha sete e meio para trabalhar a luta no chão. Agora você consegue a queda a muito custo e o cara te amarra para a luta voltar de pé”, lamentou Renzo.

Com a transformação do MMA em um esporte milionário, o desafio entre artes marciais ficou de lado e o preparo físico ficou em primeiro plano.

“O UFC hoje em dia é voltado para o espetáculo, para a performance, a arte marcial fica em segundo plano, os caras querem ver briga de bar, pancadaria”, disse Renzo, que aproveitou para alfinetar os árbitros, que segundo ele, não entendem nada de jiu-jitsu.

“As vezes o cara está progredindo em uma posição no solo e os juízes mandam voltar de pé, não percebem o trabalho que o grappler teve para conseguir uma posição de vantagem, como uma meia-guarda por cima. Infelizmente o business se tornou mais importante que as artes marciais e o jiu-jitsu saiu prejudicado. Qualquer coisa o juiz manda voltar de pé e o solo não é bem visto pelo público americano, que não entende. Até a grade é feita para facilitar com que o atleta fique de pé, as regras prejudicam o jiu-jitsu e favorecem os wrestlers. Por que o cara dentro da guarda pode dar cotovelada e o cara que faz guarda não pode pedalar?” concluiu.

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

msn fotos

Esportivos são os mais visitados(©MSN Fotos)
Esportivos são os mais visitados

Você já viu?

  • Confronto em SP

    Centro foi palco de luta entre sem-teto e PM em reintegração; famílias reivindicam caminhões

  • Patrícia Poeta deixa 'JN'

    Renata Vasconcellos vai assumir a bancada dia 3 de novembro; relembre outros apresentadores

  • Futebol

    No 'Fifa 15', Neymar é somente o 30º melhor jogador do mundo; veja a lista com todos aqui

  • Cães

    Animais têm um jeitinho de falar o que sentem; entenda significado dos gestos do seu cãozinho

  • Filhotes

    Zoológico na França cria concurso para batizar pandas-vermelhos; veja as opções de nomes