Reprodução

Reprodução

Quem viu, viu. Quem não viu não vê mais. Tito Ortiz se aposentou na madrugada deste sábado para domingo a sua carreira no UFC com derrota diante de seu compatriota Forrest Griffin, com quem fez a terceira luta na carreira, ganhando uma e perdendo a outra.

Aos 37 anos, ele deixou o maior torneio de MMA, que ajudou a construir ao lado de nomes como Chuck Liddell, que também já se aposentou da carreira esportiva. Ele também ganhou um espaço no hall da fama do UFC, lugar que poucos lutadores tem espaço.

A luta começou com o público alvoroçado, com gritos logo na entrada de Tito Ortiz, que vestia um capacete de cavaleiro. Forrest entrou apenas com um capuz. Logo no primeiro minuto, o Bad Boy bloqueou um chute e colocou o adversário no chão. No ground and pound, acertou uma belíssima cotovelada. Já de pé, após usar a parede como auxílio, Forrest buscou o jogo em pé e passou o round inteiro tentando acertar o rival, sem muito sucesso.

No segundo round, Forrest começou tentando impor seu ritmo e acabou sofrendo com um contragolpe de Tito, que o fez cair. A briga virou praticamente de rua, com golpes sem técnica nenhuma, mas perigosos caso entrassem. Com minuto, os dois já colocavam a língua para fora de cansaço, e a falta de ritmo e de punch impediu que eles fizessem uma disputa emocionante. Griffin levou ligeira vantagem.

Forrest entrevista Tito após luta - Reprodução

Antes de voltar para o terceiro round, Tito Ortiz ouviu de seu córner: “É a sua última luta, volte com a vontade toda”. E deu certo. Ele conseguiu encaixar um belo soco que fez Forrest cair e dar até uma cambalhota. Na hora de finalizar o nocaute, no entanto a falta de ritmo voltou a atrapalhá-lo. Ele caiu por cima e passou a trabalhar no ground and pound, praticamente garantindo os dez pontos do round.

Ao fim do round, Griffin tentou até sair do octógono antes de ouvir a decisão dos juízes, mas acabou convencido pelo estafe a voltar e ouvir os árbitros darem  o triunfo a ele. A decisão foi completamente vaiada. Para minimizar o problema, ele pegou o microfone e entrevistou seu rival. Na hora de responder as perguntas, ele brincou: “Eu acho que temos três empates”.

Tito ortiz vinha de duas derrotas consecutivas, de Minotouro e Rashad Evans. Sua última vitória havia sido em julho de 2011, em cima de Ryan Bader, o próximo adversário de Lyoto Machida. Já Forrest Griffin vinha de derrota para Maurício Shogun no UFC 134.